Sucessos dos Irmãos Almeida no Show do Mês Live


agosto 26, 2020

Os sucessos dos Irmãos Almeida, nas vozes de Moniz de Almeida e Jojó Gouveia, voltam no sábado ao palco do Show do Mês Live, da Nova Energia, a ser realizado a partir das 16h00, no Complexo Hoteleiro da Endiama, em Luanda, com transmissão em directo na TPA 2 e Internacional, Rádio FM Stereo e nas páginas oficiais do projecto.

Os principais temas da dupla Irmãos Almeida regressam ao Show do Mês um ano depois da primeira actuação dos músicos nos dias 2 e 3 de Agosto, no palco do Royal Plaza. Os ensaios, que iniciaram na segunda-feira, sob a direcção artística de Benny e Yuri Simão, voltam a contar com Jojó Gouveia para interpretar os êxitos imortalizados por Beto de Almeida, na companhia do irmão Moniz de Almeida.

Do alinhamento constam temas como “Tio Zé”, “Vizinha”, “Guilhermina”, “Kussukula os adobe”, “Morainha”, “É duro”, “Ficar com as duas”, “Minha Viola”, “Ngapa” “Úria” e “Paciência”. Nos vídeos postos a circular pela Nova Energia é notória a presença de três elementos da Orquestra Camerata de Luanda, o que prova que o casamento do concerto passado entre o clássico e a música popular urbana resultou e pode ser aproveitado.

Moniz de Almeida e Jojó Gouveia terão ainda na banda de apoio do Show do Mês os experientes Dr. Teddy Nsingui (solo), Mias Galheta (baixo), Xico Santos (congas) e os promissores Benny (teclado), Yark Spin (ritmo), Jack (bateria), Alexandre (percussão e dikanza), Raquel Lisboa e Neide da Luz, nos coros, assim como a secção de sopros com Rigoberto e Chinguma.

Moniz de Almeida reaparece assim para o grande público depois de cinco meses confinado em Lisboa, onde se encontrava para realizar concertos na Europa. Jojó Gouveia teve melhor sorte porque conseguiu viajar antes do fecho dos voos comerciais. Os dois pretendem fazer um concerto ao mesmo nível do anterior no qual tiveram como convidados Sabino Henda e Bessa Teixeira.

Para a tarde de sábado, não foram revelados os convidados, mas a Nova Energia irá fazer uma singela homenagem a Waldemar Bastos e Carlos Burity, artistas que enlutaram este mês a cultura angolana.

Moniz de Almeida e Beto da Almeida começaram com carreiras individuais no Cuando Cubango e Huíla, antes de optarem por actuar em dupla. Como Irmãos Almeida, têm no mercado os discos “Kimbanda”, 1996, “Almeisy”, “Pico”, “Nha Vitória”, “Ao vivo no Brasil”, “Correction” e “Best of +5”. Os Irmãos Almeida pertencem ao movimento de artistas nacionais que muitas vezes foi chamado para actuar nos pontos mais avançados de combate durante o conflito armado.

Comentários(0)

Log in to comment